segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

"FUGIR DE TI"

 "FUGIR DE TI"

Posso tentar fugir de ti mas
Não posso deixar de acreditar no teu amor

Posso tentar fugir e fingir
Que nunca despertaste em mim poesia

És tão transparente no teu olhar
Sei que lês o que escrevo e ficas triste

E ao mesmo tempo sinto o teu olhar
Ternurento não posso fugir de ti  "Nem quero".

Isabel Morais Ribeiro Fonseca